Transformação digital e comunicação interna podem até parecer dois assuntos que não tem nada a ver um com o outro. Mas eles têm tudo a ver. 

Por mais que uma empresa escolha a melhor tecnologia no seu processo de transformação digital, ela precisa ter um plano de comunicação interna incluso.

E sem isso, é comum ouvir funcionários dizer que a empresa gastou uma fortuna com um sistema de gestão que ninguém sabia usar direito.

Empresa que não fala a mesma língua bate cabeça.

Uma comunicação interna eficiente é o melhor remédio para evitar um dos maiores problemas nas empresas: o dito pelo não dito.

Independente do tamanho da organização as pessoas precisam falar a mesma língua para aceitar melhor as mudanças.

Hoje, mais do que nunca, as empresas que não evoluem dificilmente sobrevivem. E a transformação digital é fundamental.

“Olá! Eu sou Jarves e vim para substituir vocês!”

via GIPHY

Quando se fala em transformação digital é difícil não pensar que a tecnologia está substituindo o homem.

Essa crença faz com que muitos funcionários, inclusive os de alto escalão tenham medo e resistam a esse de tipo de transformação.

Só que não podemos mais nos dar o luxo de viver sem tecnologia. Aliás, quem consegue ficar sem seu iPhone ou seu Smartwatch?

O exemplo tem que vir de cima.

Todo mundo está cansado de ouvir isso, mas ainda muitos empresários e CEO´s tomam decisões sem comunicar seus funcionários.

Para a transformação digital dar certo é preciso que a comunicação interna funcione bem.

E aí não tem jeito. Os líderes precisam afrouxar o nó da gravata, arregaçar as mangas e conversar com a sua equipe de igual para igual.

O discurso tem que estar alinhado com a atitude.

Mais uma vez, transformação digital e comunicação interna têm que ter um planejamento bem elaborado.

Não adianta apenas algumas reuniões de apresentação do sistema de gestão ou tecnologia.

É preciso ter um plano de treinamentos, de suporte para funcionários com dificuldades e comunicação de incentivo.

Os líderes têm um papel fundamental no processo, mostrando que eles também estão aprendendo a usar a nova tecnologia.

Crie grupos de apoios e discussão.

Se a empresa não possui um canal de comunicação intranet, ela pode criar um grupo no Facebook.

Toda mudança sempre gera dúvidas, medos e todo tipo de receios. Um dos mais comuns é achar que não está preparado para usar tal tecnologia.

O papel da comunicação interna é também ser inclusiva, dar espaço para todos dizerem o que pensam.

Pode até parecer que criar um grupo de discussão no Facebook é meio que uma terapia.

Não deixa de ser isso mesmo, porque a gente sempre se sente mais à vontade para falar e se ajudar com quem tem o mesmo problema.

Claro que é preciso criar regras no grupo e ter um moderador que direcione as conversas.

A falta de disciplina é o seu maior inimigo.

Nada acontece de uma hora para outra. E sem disciplina aí é que a transformação digital não acontece mesmo.

A gente precisa ser lembrado tempo todo de que precisamos nos esforçar para ter sucesso.

Nessa hora, um bom endomarketing ou uma gamificação ajudam a motivar os funcionários mais indisciplinados.

Quanto mais humanizado o processo, mais resultados ele traz.

via GIPHY

Por mais que pensamos que a maior parte das nossas decisões são racionais, na verdade, elas são emocionais.

Sabendo disso, é importante preparar as pessoas emocionalmente para a transformação digital.

Tudo começa com uma comunicação interna objetiva, didática e envolvente.

Pois, todo mundo gosta quando é convidado a fazer parte de algo. Ainda mais se isso fará parte de uma nova história na empresa.

“Ninguém vai virar ciborgue! Por enquanto.”

Uma comunicação interna leve e com informações sobre o processo de transformação digital ajuda a quebrar crenças limitantes.

Só que antes de mais nada, é sempre bom fazer uma pesquisa de clima, saber quais são as maiores dúvidas e os maiores medos.

A conscientização é um aliado importante para quem está à frente do processo e precisa cumprir seus cronogramas. 

Nem é preciso dizer que ninguém quer perder o emprego para uma máquina. Quer dizer, para um software de inteligência artificial.

“Então gente! Nós fizemos uma reavaliação…”

O que poucos sabem é que transformação digital serve também para reavaliar o uso de alguma tecnologia ou sistema de gestão.

E é preciso dizer isso para todo mundo?

De certa maneira, sim. Imagine chegar na empresa, ligar o seu computador e não ter mais acesso ao sistema ou plataforma.

Por isso, a área de comunicação interna tem que estar alinhada com a área de tecnologia.

Fique tranquilo! Você ainda vai passar por isso.

Se a sua empresa vai começar um processo de transformação digital, agora você já sabe como ele deve ser feito.

Caso a sua empresa ainda está avaliando o que deve fazer, procure sempre um especialista no assunto.

De qualquer forma, é importante manter diálogo com as diversas áreas da empresa.

Isso ajuda muito a entender o que cada departamento precisa e, assim, escolher os melhores recursos.

A Ferrari não cabe na garagem.

Pois é, ter a melhor quando ainda a empresa não tem porte para isso é desperdício de dinheiro e tempo.

É por isso que todos na empresa precisam falar a mesma língua. Principalmente, os responsáveis pela tomada de decisão.

Ainda mais agora que estamos vivendo um momento de incertezas, sempre é bom ouvir a opinião de outras pessoas.

Um bom exemplo é o aumento do trabalho feito em casa, o famoso “home office”.

De acordo com Américo Roque, especialista em transformação digital da Atlas Results,  tecnologias de trabalho remoto sem líderes preparados para gestão à distância e pessoas sem disciplina são a fórmula do fracasso.

No final, o que se deve fazer?

via GIPHY

Bom…o primeiro passo é procurar uma empresa ou um consultor que realmente entenda de transformação digital.

Como já dissemos anteriormente, não é só uma questão de investimento em tecnologia.

Esse é um processo que envolve pessoas que, se não souberem o que tem que ser feito de forma clara, podem colocar tudo a perder.

A comunicação interna entra como forte aliada para preparar as pessoas, inclusive os líderes, para essa transformação.

Afinal, a tecnologia por si só não funciona e precisa de pessoas preparadas para usá-la.

Então agora, você já sabe o que tem que fazer para a sua empresa se preparar para o futuro com mais eficiência.

Se você quiser saber mais sobre transformação digital, ouça o nosso podcast Business na Veia!. Uma produção da Cayman Consultoria em parceria com a Lado A Lado B Comunicação. Para ouvir o episódio, clique aqui.